SARESP - HABILIDADES / 9º ANO


  1. Identificar o provável público-alvo de um texto, sua finalidade e seu assunto principal.
  2. Identificar os possíveis elementos constitutivos da organização interna dos gêneros escritos não literários (propagandas institucionais, regulamentos, procedimentos, fichas pessoais, formulários, verbetes de dicionário ou de enciclopédia, notícias, cartazes informativos, folhetos de informação, cartas-resposta, artigos de divulgação, artigos de opinião, relatórios, entrevistas, resenhas, resumos, circulares, atas, requerimentos, documentos públicos, diagramas, tabelas, legendas, mapas, estatutos, gráficos, definições ou textos informativos de interesse curricular.
  3. Identificar os interlocutores prováveis de um texto, considerando o uso de formas verbais flexionadas no modo imperativo ou de determinado pronome de tratamento.
  4. Identificar o sentido o sentido restrito a determinada área de conhecimento (técnica, tecnológica ou científica) de vocábulo ou expressão utilizados em um segmento de texto, selecionando aquele que pode substituí-lo por sinonímia no contexto em que se insere.
  5. Localizar itens de informação explícita, relativos à descrição de características de determinado objeto, fenômeno, cenário, época ou pessoa.
  6. Localizar e relacionar itens de informação explícita, distribuídos ao longo de um texto.
  7. Localizar informações explícitas no texto, com objetivo de solucionar um problema proposto.
  8. Diferenciar ideias centrais e secundárias; ou tópicos e subtópicos de um texto.
  9. Organizar em sequência lógica itens de informação explícita, distribos ao longo de um texto.
  10. Estabelecer relações entre imagens (fotos, ilustrações), gráficos, tabelas, infográficos e o corpo do texto, comparando informações pressupostas ou subentendidas.
  11. Inferir o tema ou o assunto principal, com base na localização de informações explícitas no texto.
  12. Inferir opiniões ou conceitos pressupostos ou subentendidos em um texto.
  13. Localizar um argumento utilizado pelo autor para defender sua tese, em um texto argumentativo.
  14. Identificar o sentido de operadores discursivos ou de processos persuasivos utilizados em um texto argumentativo.
  15. Estabelecer relações entre segmentos de um texto, identificando o antecedente de um pronome relativo ou o referente comum de uma cadeia de substituições lexicais.
  16. Estabelecer relações de causa/consequência entre informações subentendidas ou pressupostas distribuídas ao longo de um texto.
  17. Distinguir um fato da opinião pressuposta ou subentendida em relação a esse mesmo fato, em segmento descontínuos de um texto.
  18. Inferir a tese de um texto argumentativo, com base na argumentação construída pelo autor.
  19. Justificar o efeito de sentido produzido, em um texto, pelo uso intencional de notações e nomenclaturas específicas de determinada área de conhecimento científico.
  20. Justificar, com base nas características dos gêneros, diferenças ou semelhanças no tratamento dado a uma mesma informação veiculada em textos diferentes.
  21. Justificar o uso de recurso a formas de apropriação textual como paráfrases, citações, discurso direto, indireto ou indireto livre, em um texto.
  22. Identificar o uso adequado da concordância nominal ou verbal, com base na correlação entre definição/exemplo.
  23. Identificar o efeito de sentido produzido em um texto pelo uso de determinadas categorias gramaticais (gênero, número, casos, aspecto, modo, voz etc.)
  24. Justificar a presença, em um texto, de marcas de variação linguística, no que diz respeito aos fatores geográficos, históricos, sociológicos ou técnicos, do ponto de vista da fonética, do léxico, da morfologia ou da sintaxe.
  25. Justificar a presença, em um texto, de marcas de varação linguística que dizem respeito às diferenças entre os padrões da linguagem oral e os da escrita, do ponto de vista do léxico, da morfologia ou da sintaxe.
  26. Aplicar conhecimentos relativos a unidades linguísticas(períodos, sentenças, sintagmas) como estratégia de solução de problemas de pontuação, com base na correlação entre definição/exemplo.
  27. Aplicar conhecimentos relativos a regularidades observadas em processos de derivação como estratégia para solucionar problemas de ortografia, com base na correlação entre definição/exemplo.
  28. Identificar o efeito de sentido produzido em um texto literário pela exploração de recursos ortográficos ou morfossintáticos.
  29. Identificar o efeito de sentido produzido, em um texto literário, pelo uso intencional de pontuação expressiva (interrogação, exclama, reticências, aspas etc)
  30. Identificar marcas do discurso indireto ou indireto livre no enunciado de um texto literário narrativo.
  31. Identificar recursos semânticos expressivos (antítese, personificação, metáfora, metonímia) em segmentos de um poema, a partir de uma dada definição.
  32. Identificar uma interpretação adequada para um determinado texto literário.
  33. Distinguir o discurso direto da personagem do discurso do narrador, em uma narrativa literária.
  34. Organizar os episódios principais de uma narrativa literária, analisando o enunciado na perspectiva do papel assumido pelas personagens.
  35. Inferir a perspectiva do narrador em uma narrativa literária, justificando conceitualmente essa perspectiva.
  36. Inferir o papel desempenhado pelas personagens em uma narrativa literária.
  37. Justificar os efeitos de sentido produzidos em um texto literário pelo uso de palavras ou expressões de sentido figurado.
  38. Justificar o uso de determinados recursos gráficso, sonoros ou rítmicos em um poema.
  39. Justificar o efeito de humor ou ironia produzido no texto literário pelo uso intencional de palavras ou expressões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário